Tudo sobre a gravidez
Quarta-feira, 22 de Agosto de 2007

Semana 7

<

pregnancy cartoon

Desenvolvimento Fetal:

O teu bébé está a começar a desenvolver mais definição física esta semana - a sua cabeça enorme já não é tão grande e oblonga. Aliás, é um pouco significativa. A pequena cauda em regressão começa agora a ficar ofuscada pelo crescimento das suas pernas, que estão agora completas com os joelhos e início dos dedos. Os seus olhos e orelhas são os traços mais visíveis na sua cabeça e os seus ossos em miniatura estão a começar a endurecer através do seu corpo. Também já há uma certa alteração num menino ou numa menina nesta altura, apesar dos seus genitais não serem visíveis o suficiente para o determinar.

 

Sintomas:

As tuas hormonas ainda estão fora de si porque a placenta só irá assumir a produção hormonal daqui a duas semanas. Até lá, espera mais do mesmo. Nesta altura, a família mais chegada ou amigos já notaram que estás mais mal-humorada e/ou irritável do que o normal. E provavelmente haverá momentos em que estás preparada para dizer ao mundo (talvez já o tenhas feito), mas vale a pena gastar tempo e esforço a explicar a ti própria e aos outros a razão para o teu actual rol de emoções. Não tens de ser um monstro só porque te sentes um pouco fora de ti. Concentra-te nos teus níveis de respiração e energia. Tira umas sonecas se te sentes fatigada e não te esqueças dos benefícios de redução de stress através de longas caminhadas para apanhar ar fresco e fazer exercício. Senta-te se te sentes enjoada e come comidas saudáveis ricas em vitaminas quando tiveres fome. A gravidez é um trabalho mais duro do que possas pensar e precisas de muita energia positiva, quer física, quer emocional para forneceres ao teu bébé.


Blog da Jornalist Sarcástica: "O factor queda: relembrando os tempos firmes"

«Dependendo do teu corpo "pré-bébé", o inchaço dos teus seios pode ser uma coisa boa ou má. Visto que já tive mais do que suficiente de pré-gravidez, o facto de ter de aumentar de tamanho de copa foi tão bem aceite como dar à luz no meio do parque de estacionamento do McDonald's.

Talvez não seja do tipo de rapariga que goste "delas" grandes, mas descobri que "elas" estavam a crescer quando estava no duche. Sempre que tentava ensaboar-me gritava de dor quando tocava nas minhas "amigas".

Era a puberdade novamente.

Na altura em que a gravidez e a amamentação tinham acabado, não consegui lembrar-me do aspecto "delas" antes. Será que eram assim tão caídas? Não eram mais firmes?

O meu conselho para aquelas que ainda não viveram as alterações dos seios: tirem uma fotografia. Terão alguma coisa a que se agarrar quando nao se lembrarem de como eram "elas" antes. E se as as coisas já não forem como eram, pelo menos terão um souvenir.»

[Textos traduzidos e adaptados do site pregnancy.baby-gaga.com]

As minhas impressões...

 

[23-08-2007] Todos os dias penso que algo pode estar mal.Não consigo relaxar. Para além disso, não me sinto grávida! Eu sei que não é suposto sentir-se nada, mas o trauma da primeira gravidez não me deixa viver descansada.
Já me senti mais optimista do que agora.À medida que o tempo se aproxima até à primeira consulta, sinto-me a caminhar em direcção ao cadafalso.Estou a exagerar, mas é assim que me sinto.
Claro que as outras pessoas que nunca passaram por isto iriam dizer 'Tens de ser mais optimista!'. Falar é fácil! Não consigo sê-lo!
No entanto, não penso muito nisso.Há dias em que me esqueço que estou grávida e ter conseguido isso foi óptimo para lidar com os medos que me assolam.
Tenho muita pena de não falar mais abertamente sobre este meu (2.º) estado de gravidez, mas evito levá-lo a sério. Não te esqueças: um 'pacote de células'!
No meu dia-a-dia de grávida temerosa tenho tido dificuldades em dormir. Não consigo adormecer, e quando adormeço tenho um sono muito leve e acordo ao mínimo ruído.

[24-08-2007] Isto de se saber grávida cedo demais torna a espera ainda mais longa e angustiante. Da outra vez fiz a primeira ecografia por volta das 6 semanas e disseram que teria que a repetir às 8, visto que não conseguiam ver nada. Mas aí já algo de mau pairava no ar. Às 8 semanas recebi a má notícia. Neste momento a minha primeira preocupação será saber se o embrião está bem implantado e se está vivo e com um crescimento normal. As minhas preces voltam-se agora para estas questões. Aprendi a exigir pouco da vida. Serei feliz com pequenas coisas, pequenas vitórias. Dar passos pequeninos e viver um dia de cada vez.
<

publicado por xana às 00:00
Link | comentar | favorito
|
7 comentários:
De a 12 de Setembro de 2007 às 12:40
Só boas noticias!! Parabéns!! o montinho de células já foi promovido a montinho com bater de coraçao
De xana a 12 de Setembro de 2007 às 14:32
Obrigada. No entanto a ansiedade apenas começou... Tens algum blog que possa visitar?
De Jô revelada a 12 de Setembro de 2007 às 19:56
Tenho blog mas nao falo de nada destas coisas... Faço segredo para nao aumentar a minha ansiedade.
Mas podes ir ao meu blog normal se mantiveres a meu segredo :) (três Ws) brilho nos olhos (tudo junto) blogspot (ponto) com
De xana a 13 de Setembro de 2007 às 10:20
Apenas o meu marido sabe do blog, por isso é que me sinto à vontade para falar dos maus e bons momentos. É uma foma de me libertar dos meus pensamentos, das minhas ansiedades. Como não quero desabafar com ninguém (não gosto que as pessoas saibam destas coisas, para depois não andarem sempre a perguntar!) desabafo no blog. Mas mantenho o meu perfil privado e não contei a ninguém que escrevo este blog.
As pessoas não compreendem e muitas vezes fazem perguntas e afirmações que magoam.
De milah a 15 de Setembro de 2007 às 17:08
Gostei muito do seu blog e identifiquei-me contigo! Estarei acompanhando tua gravidez!
Parabéns e boa sorte!
De Millah a 17 de Setembro de 2007 às 10:01
Obrigada pelo comentário. è bom saber que estou a ser ouvida (lida!).
De Scully a 11 de Janeiro de 2008 às 15:57
Boa tarde!
Abortei no passado dia 1 de Janeiro. às 7 semanas e dois dias... Não vale a pena descrever o que senti e sinto pois não há palavras... Aquele bebé era muito desejado e a felicidade que sentia todos os dias de manhã ao acordar e ao adormecer era também ela indescritível... Decidi fazer umas pesquisas na Internet sobre o assunto porque sinto que à minha volta muito pouca gente me compreende... Não paro de ouvir "Não te preocupes, não stresses, é muito habitual, acontece a muita gente e tu és nova, tens muito tempo pela frente..." "Acontece a muita gente???" Desde quando o mal dos outros traz alívio? Já para não falar no ambiente no hospital em que senti que ir de urgência com uma diarreia ou com um aborto é a mesma coisa... Sei que quem me diz estas coisas, fá-lo para meu bem e provavelmente até tem razão mas... Eu sabia que até aos 3 meses o risco de algo correr mal é grande mas não me parece que seja positivo andar sempre com ideias negativas na cabeça para nos prepararmos para o pior... Bom, pôr por escrito estas ideias já me ajudou um bocadinho. Obrigada a quem me ler e compreender.

Comentar post

O renovado Babyblues

Após vários meses de inactividade o Babyblues foi reestruturado. Sei que muitas pessoas gostam do blog e não quis desistir dele, no entanto como faço o blog num regime de voluntariado, houve um período de tempo de pouca disponibilidade para o actualizar. Agora renasceu aqui: http://baby-blues.blogs.sapo.pt/

Torna-te fã!



Pesquisar

 

pessoas leram este blog